Em(FIM) Recomeçando!

Olá Pessoal!

Volto a reescrever em nosso blog depois de um período enorme e conturbado, porém melhor!

A primeira mensagem já para nivelar a conversa: Cancelamos nossa Festa de Casamento!

Perai, cancelou tudo? E os fornecedores, e os contratos?

Como o cancelamento ainda faz parte do ciclo do Casamento, porque não compartilhar e ajudar.

Tudo começou quando nos deparamos com algumas mudanças no planejamento financeiro, e com o passar do tempo chegamos à conclusão que precisaríamos cancelar a festa, pois não conseguiríamos arcar com os demais custos. Afinal já tínhamos fechado uns 40% do casamento.

Bem, e agora como ficou? Há uns dois meses estamos em processo de visita aos fornecedores, efetivando o cancelamento dos contratos.

Essa é a melhor hora porque você pode confirmar quanto frio, e egoístas alguns fornecedores são:

(Nós) – Mas minha mãe morreu e o meu pai também, perdi a casa num Tsunami, meu cachorro foi atropelado, perdi o emprego e estou com uma doença terminal (exagerei rs, mas é para contextualizar).

(Fornecedor) – Ok, Mesmo assim o senhor tem que pagar X, e não sei se posso parcelar muito!

Então perai cadê aquele super interesse, o cuidado, a festa que teria a identidade do casal e seria Unica? Unico será o interesse la no fundo do seu bolso.

A lição aprendida foi:

1. Existem de fato (pouquíssimos) fornecedores que até perguntam o motivo do cancelamento. ( Não tô dizendo que eles não precisam chorar na sua frente, mas o mínimo de compreensão, afinal quem casa nos dias de hoje, não gasta um chiclete, gasta um carro – com direção, ar e vidro(rs))

2. Se eu voltar um dia no projeto casamento, terei mais firmeza e menos compaixão. Amigos Amigos, meu bolso à parte. Mesmo com cuidado é possível fazer algumas besteiras. Percebemos que nessa relação fornecedor-cliente você tem que ser “quase” uma pedra de gelo, de tão racional. Pelo menos para nós e não quero generalizar à todos, se seu casamento for azul, no campo, numa comunidade indígena, quem interessa! Eu quero logo que seu cheque compense, e rápido. Portanto vista-se de razão e vá em frente.

3. Se você ficou apertado financeiramente ou nem tanto, no meio do período de casamento, existem alguns fornecedores que conseguem parcelar mais ainda o que já estava parcelado (caso o pagamento tenha sido parcelado), ou até dar mais um desconto. Situações que no momento que você estava fechando o contrato eram irredutíveis.

Mas porque é interessante para eles ainda permanecerem com o cliente que esta prestes a cancelar? Porque é mais barato “vender” o serviço dele numa festa do que pagar um espaço numa revista, site ou sei lá o lugar de divulgação. Na festa de casamento voce sente o cheiro, come, toca e vê tudo, na página da revista você só vê que fica “bunitinhu”.

Bem vamos então ao fato de fato. É interessante atentar-se aos contratos que não cobram multa, ou melhor, a multa é o próprio valor pago até o momento. Desta forma você não tem que pagar nada a mais, perde-se apenas o que já desembolsou. Outros você ainda tem que pagar uma porcentagem rescisória sobre o valor total do contrato.

Digo isso, porque se você cancelar tudo ao mesmo tempo, você terá que gastar ainda mais, e dependendo da situação financeira ela pode ficar mais complicada.

Outro ponto interessante a considerar são as datas limites de cancelamento. Alguns fornecedores, não irão cobrar nada a mais desde que você cancele até 90 dias da data do evento, ou 120 dias, depende do fornecedor. Com isso você pode deixar para cancelar, mais para frente dando um respiro para seu bolso.

Em suma, “Já que o morto morreu, alguém tem que enterrar”, ou melhor, não adianta ficar chorando, tem que pôr no caixão,rs. Como a idéia do cancelamento já esta consumada. Sente-se friamente com sua noiva ou noivo, leia e releia todos os contratos e faça um planejamento do tipo, cancelo este e este primeiro, depois cancelo este no mês tal, depois cancelo este senão a multa será maior e tals. Dessa forma a situação deixa de ser mais emocional e entra no racional, garantindo que o seu orçamento financeiro não entre junto no caixão.

A partir de agora iremos entrar em uma nova etapa de nossa vida. O Projeto Casamento irá continuar porém em dimensões menores.

Este blog ainda continua vivo, e agradecemos a visita de quem estava acompanhando.

Um grande Abraço

Fernando e Talita

Anúncios

Fotografia

Créditos: Rejane Wolff

Olá Pessoal,

Temos novidades! Depois de muita conversa ao longo de alguns meses, fechamos nossa fotógrafa. A saga fotografia começou há muuuuito tempo atrás quando,  ainda este ano (2011), mesmo sem a decisão do nosso casamento, minha irmã comentou de uma fotógrafa que ela havia gostado bastante. Desde então, resolvemos conhecer o trabalho dela e de muitos outros fotógrafos.

Nossa relação com a fotografia vai além do registro da imagem, ela tem que emocionar mesmo que a fotografia não represente uma situação emocionante, ela tem quer ser fidedigna, quase viva.

Elencamos alguns profissionais que nos agradaram, seja pelo trabalho, seja pela empatia, e partir daí chegamos a Rejane Wolff. Desde abril deste ano (2011), fizemos alguns contatos a fim de estabelecer a melhor situação para ambos, tentamos daqui, fizemos uma pressão ali, e mesmo não obtendo 100% de sucesso na negociação, estabelecemos que o quesito “fotografia”, será um item de grande prioridade em nosso casamento.

   De fato existem profissionais que estão, para nós, no mesmo nível (técnica, percepção, material) ou talvez superiores, mas foto não se vê, sente, e decidimos por fechar com ela, pela riqueza do trabalho e acuracidade no registro do momento. Novamente digo, que trabalhar com um profissional de qualidade, e isso não representa ser um profissional com orçamentos absurdos, irá garantir a qualidade das imagens de seu casamento.

Um grande Abraço

Fernando e Talita

Créditos: Rejane Wolff

 

 

 

Cerimonializando!

ahh! só mais um pouquinho...

Olá Pessoal!

Estamos de volta e, com algumas novidades! Depois de séculos e mais de 1 trilhããoo de visitas, fechamos nosso contrato com a Cerimonial!

O interessante de tudo isso é que pudemos observar que o trabalho do profissional cerimonial é algo muito subjetivo, pois ele fala e você acredita… Ou não!  Se ele não for bom o bastante para convencê-lo, seja através de fotos, feedbacks de outros noivos, ou qualquer outra coisa, fica bem difícil a decisão por parte dos noivos. Em nosso caso encontramos muitos profissionais com a faixa de preço bem semelhante, então nos restou pesquisar sobre a qualidade de serviço prestado por eles. E nada mais eficaz do que a rede: blogs, facebook, orkut, qi’s, etc.

Nós nos decidimos pela profissional Doris Vi, porque ela foi simplesmente ela! Cansamos de ouvir coisas do tipo: “Não, não precisa levar o seu helicóptero, nós temos vários e de várias cores, ai é só você escolher!” rsrs, exageros a parte, sentimos nela uma simplicidade e firmeza, junto com indicações de outros profissionais, que nos deram uma certa tranquilidade em fecharmos, e fizemos!

Escolhemos o serviço “Cerimonial do dia”, porque geralmente estes profissionais possuem pacotes: “Completo” e do “Dia”, em nosso caso, já posso dizer que somos estagiários de Cerimonial, porque nós ligamos, agendamos, pesquisamos, pechinchamos, (só não fazemos suco de laranja), então o Cerimonial completa o nosso serviço com sua bagagem e experiência, principalmente porque eu não quero me preocupar no dia do nosso casamento com nada. Abraços!

Bem!, vire para a direita, aperte o botão verde, e puxe a alavanca. Qual alavanca?

O segredo é entender o cliente!

Isso sim é um projeto!

Olá pessoal, depois de um bom tempo volto a compartilhar nossas experiências do mundo do Casamento!

Durante este tempo, visitamos inúmeros profissionais (Cerimonialistas, Fotógrafos, Decoradores e Buffets). Imagino que relatar cada detalhe de cada profissional seria cansativo para leitura, porém seria rico em detalhes. Vou tentar resumir:

Cerimonialista:

Todas as cerimonialistas que visitamos foram extremamente atenciosas, mostraram cada detalhe dos itens inclusos na prestação de serviço e tiveram o cuidado de perguntar o que nos agradava mais ou menos. No entanto, temos ainda mais duas reuniões até o fim deste mês para definirmos realmente quem será escolhida. Não imaginava como o profissional cerimonial era tão importante em um evento, ele simplesmente é o maestro de tudo, faz com que as coisas aconteçam exatamente (ou não), como estava planejado. Por isso sou a favor de uma pessoa flexível, que saiba conversar, mas que tenha firmeza.

Fotógrafos.

Chegamos a uma conclusão que a fotografia seria o item que não abriríamos mão da qualidade, e isso representaria um custo maior, que por consequência teríamos de compensar em outra ponta. Bem, fomos a dois fotógrafos, conversamos, vimos os trabalhos e ambos são simplesmente perfeitos, ao ponto de você olhar outros trabalhos e dizer: “até eu bato uma foto melhor que esse cara!”. Além disso nos recepcionaram muito bem,  ofereceram café e água e todas as coisas para agradar o cliente, afinal faz parte da estratégia. Uma coisa que percebi é que praticamente todos têm aquela máquina Dolce Gusto, parecia até promoção.

Buffets.

Já tínhamos degustado um buffet e marcamos mais uma degustação na semana passada. O resultado foi nota 10. Fomos bem atendidos, a comida estava impecável, e todas as dúvidas foram sanadas. Então você diria: “Então porque não fechou?”. Eu fecharia, além de ser um pouco precipitado, sou ansioso, mas a Tá não, então estamos visitando e conhecendo vários profissionais  para montarmos um universo do quantitativo final de gastos do nosso casamento.

Decoração

Porque deixei a decoração para o final, porque assim como buffet e fotografia, acredito que ela tem suma importância, conseguindo dar a identidade do seu casamento, fazendo com que os convidados saibam que o casamento é do Fernando e Talita, e isso é muito bom. Partindo desta idéia, tomamos alguns cuidados em desenhar na cabeça o que imaginávamos que seria nossa decoração, afim de acertar apenas detalhes ou acatar sugestões com os profissionais, porque se você deixar tudo com eles, eles sobem o orçamento de R$1,00 para R$100.000,00, em 1 minuto.

Fomos primeiro numa decoradora que nos foi indicado, e que em Campinas é bem conceituada. Infelizmente não sabíamos que a frase dela é “não saio por menos de”. Existe coisa mais ridícula de que “não saio por menos de”. Nós sentamos, cumprimentamos e ela disse:

– Bem, Casamento no Rasen, errr, a data é 2013 né?

-Sim!

-Perai, 2013! Minha secretária deve ter confundido.

– Não, não é confusão, será em 2013!

– Mas então eu não deveria falar agora com vocês está muito longe!

Faça-me um favor! Se for possível estabelecer uma relação saudável dentro da relação cliente-fornecedor, Ótimo! assim as coisas caminham lindamente. Caso contrário: Eu pago, Você faz, e tchau! é o mínimo. Agora com uma recepção calorosa dessa, não levantamos da cadeira por educação! (Como aquela segunda voz do Chris rock do seriado Todo Mundo odeia o Chris) Eu diria: “Eu só não dei uma voadora por educação”

Mesmo que o cliente tenha um casamento para o ano 3000, acredito que o mínimo é atendê-lo educadamente, porque mesmo que falsamente, assim que ele sair de lá, vai replicar o tratamento dado na hora da reunião, seja positivo ou negativo. Com a internet, e as redes sociais, um mal atendimento, faz a sua propaganda de R$20.000,00 na sua revista de decoração preferida virar lixo.

errrr, que mais... eu já falei que também tem que ter...

Algumas maneiras de (não) escolher um buffet!

 

Será que esse buffet fala a verdade!

Ola pessoal! Neste exato momento estamos cercados de reuniões com fornecedores a fim de se levantar preços, desde os mais baixos até aqueles nem tanto, para no final escolhermos o fornecedor que realmente nos satisfaça.

Saímos do quesito espaço e entramos no dilema “Buffet”. E a cada dia vemos que existem importantes itens a serem observados antes de se fechar um contrato, caso contrário você poderá se arrepender mais amargamente que o sabor do prato principal do seu tão sonhado buffet.

1. Ler: Leia, releia, descanse e leia mais um pouco o contrato do buffet. Pudemos observar taxas que são cobradas adicionalmente e que só são percebidas se o buffet oferecer uma lupa junto ao contrato. Exemplo:

               Taxas de deslocamento: você pode morar ao lado do buffet, alguns irão te cobrar esta taxa.

               Alimentação para os funcionários: Sim, Sim, Sim, Você é o responsável pela alimentação do DJ, Garçom, Cerimonial, etc. Fique atento                se você já está esta pagando esta alimentação em outro contrato, por exemplo o pessoal do valet, negocie com cada fornecedor para chegar                ao menor valor, caso contrário você terá essa despesa duplicada.

2. Pesquise: fóruns, redes sociais, sites de reclamações sobre o seu buffet desejado. Porque se uma pessoa teve problemas com o buffet que você esta sonhando, concerteza ela colocará as impressões na internet.

3. Prazos e preços: Pudemos observar que alguns buffets colocam prazos do tipo: “Ou você fecha agora ou o valor vai quintuplicar”, deixe que quintuplique, afinal espera-se que se o dele quintuplicar todo o resto quintuplique, inclusive o seu salário, (ou não)!

Na verdade tenha calma e negocie, visite outros buffet, deguste, pergunte às pessoas que já trabalharam com o buffet, leia as entrelinhas do contrato e quando tiver certeza, espere mais um pouco, ai depois feche.

Visitamos o buffet Pomerode, tivemos boas indicações, a Érica nos atendeu e ficamos conversando quase 2 horas. Ela se mostrou atenciosa, e confiante, o cardápio esta bem variado, existiam opções simples até os famosos vou al vent.  Ahh, em nenhum momento de questionamentos ela gaguejou: er..tipo…bem. Iremos visitar mais 3 buffet conhecidos, imaginamos que para nós, 4 ou 5 serão suficientes para nossa escolha. Aguardem!

Porque depois não adianta chorar…

Eu não quero mais esse buffet... unhééé

Onde Casar?

A escolha do espaço! Isso sim requer esforços hercúleos, pois se você deixar de fazer no lugar que você realmente deseja, vai ficar pro resto da vida imaginando como seria. Até seus filhos irão perguntar:

-Pai o que tanto te aflige?

– Nada filho, Sua mãe e eu, não escolhemos o lugar certo.

Em nosso caso visitamos alguns lugares em Campinas, da lista que tínhamos:

Rasen

Portal Girassol

– Via áppia

– Espaço Terrazza

– Hipnose

– Vert

– Espaço Guanabara

– Casarão

– Fazenda das Cabras

– Espaço Pau d’alho

E depois de conhecer alguns, que foram poucos das lista, decidimos ficar com o Razen. Tá bom, e porque o Razen? Primeiro porque o lugar vazio parece que já está decorado, com decoração então…

Segundo que, o atendimento que o Paulo, proprietário do local nos deu foi muito bom, ele nos mostrou todo o espaço, a facilidade da integração da área interna e externa, o cuidado com o jardim que nos pareceu que é cortado milimetricamente, climatização, iluminação, em resumo um cenário digno de um casamento que esperamos.

Quando saímos eu já estava quase decido pelo Razen, mas insistimos  em visitar outros lugares a fim de certificar sobre a decisão.

Quando visitamos o espaço seguinte as coisas pareciam não ter mais graça, todos os blá, blá, blá da proprietária entravam e saiam do meu ouvido. Realmente estava quase decidido pelo Rasen.

Então a proprietária nos disse:

– Gente isso é tudo, faço votos que vocês escolham o meu lugar, mas apenas decidam o que realmente está no coração.

Então pensei, acabou de perder o negócio!

Desta forma o Rasen será o nosso espaço para a celebração do casamento.

Créditos: Rasen

Créditos: Rafaela Azevedo | Rasen

Capítulo 11 – Casamento!

Sim! Iremos casar!

Mas o que tem haver este blog com o nosso casamento? nada! Ele apenas foi a desculpa que precisávamos para dar o pontapé inicial na criação de um blog. No entanto sempre digo a um amigo meu, que muitas pessoas ajudam as outras escrevendo coisas nas quais já passaram e que porventura esses leitores do blog um dia poderão passar.

Então porque não escrever sobre o momento e ajudar as pessoas?

Desde o comeeeeeeço do nosso namoro a minha idéia era casar, porém casar significava assinar alguns papéis e pronto, depois entrar num avião e viver. Mas de uns tempos para cá pude observar que a não celebração do casamento, deixaria uma lacuna em nossa vida, principalmente com a Tá. Então aos poucos fomos amadurecendo e decidimos celebrar este momento de nossas vidas.

Confesso que hoje estou engajado no projeto “Casar”, pois vejo ele também como um projeto, pois demanda planejamento, negociação, pesquisa e uma série de outras artimanhas que você aprende ou aprende.

Qual é o nosso status quo? Ja reservamos apenas o espaço, falta ainda buffet, fotografia, decoração, doces, bolos, vestidos, padrinhos, madrinhas..ufa! Nunca imaginei que casar fosse algo que necessitasse tanto planejamento.

E todo esse planejamento vai somente dizer se sua festa de casamento será como você planejou ou resultará somente em mais uma festa…

Olá Mundo

Olá Pessoal,

Sempre tivemos vontade de ter um blog, mas sempre faltaram idéias que realmente valessem a pena, pois não basta ter um blog, ele tem que ter utilidade.

Pensamos inicialmente em um blog de culinária, um blog de dicas, disso e daquilo. Até que com o advento no nosso casamento, sim! um casamento. Eis que surge a deixa para fazê-lo.

Então bem vindos ao Nosso Blog, que começará sua história junto a história do nosso casamento.

Um grande Abraço

Fernando e Talita